Reaprendizagem Criativa

Na semana passada aconteceu algo espetacular, fui convidada a participar da Feira de Ciências do evento presencial  de 2016 do Curso Reaprendizagem Criativa do Murilo Gun.

maio 16 023

A ideia era apresentar aos meus colegas criativos a Desenvolvimentes e como a criatividade é peça fundamental no nova forma de se fazer o planejamento em finanças pessoais e no conceito de Tranquilidade Financeira e Vida Boa que trabalho no meu blog e no meu curso (Curso Tranquilidade Financeira), para isso resolvi fazer a eles a mesma pergunta que me motivou a mudar a minha vida: “Você já parou para pensar como seria a sua vida, se você não precisasse se preocupar com dinheiro?”.

Durante todo o evento ouvimos muitas vezes “Você precisa ter clareza do motivo” (Murilo Gun) e “Tudo precisa ter um porque, de uma motivação” (Israel Mujica).

Motivação nada mais é que um motivo para uma ação, então se tirarmos a grande motivação (nesse caso vale até a palavra obrigação) do dinheiro o que elas fariam realmente das suas vidas? “Se tudo desse errado, o que você faria de graça? (Tania Mujica)

Como eu não queria que a pergunta morresse ali e que fosse engolida pela correria do dia-a-dia, recolhi então todas as respostas em post its, os quais cobriram toda a mesa de exposições, (dos 400 participantes, 94 responderam a essa pergunta) e me comprometi a devolver a eles o resultado dessas respostas uma semana depois do evento no formato de um post.

A minha intenção era que eles pudessem revisitar a pergunta, mas agora com um olhar impregnado com os insights capturados no evento. Por isso sublinhadas,  estão os insights que capturei no evento de alguns dos palestrantes que mais me marcaram e que consegui linkar aqui com o texto.

No dia seguinte ao término do evento (aqui é hardworkpapai, kkkk), observei atentamente cada resposta, “tudo começa no olhar” (Gustavo Caetano) e as dividi inicialmente em 10 temas (família, tempo, amor, propósito, empreendedorismo, liberdade, viagem, humor, viagem + propósito e auto- conhecimento), conforme eles iam surgindo da pilha de post its.

maio 16 071

Depois, numa nova observação, seguindo critérios próprios, consegui estabelecer algumas conexões e agrupei em três grandes temas:

Tempo 30% das respostas: (tempo, família, liberdade, amor e auto- conhecimento).

Propósito 50% das respostas: (propósito, viagem com propósito e empreendedorismo).

Viagem 20% das respostas: (viagens de lazer).

Vamos então as minhas considerações sobre esses temas, com o olhar da Desenvolvimentes:

Tempo: não é de se admirar que nesse tema a palavra mais recorrente tenha sido preocupação, ela me remeteu a “corrida dos ratos” descrita por Roberto Kiyosaki  em seu livro mais famoso o Pai Rico e Pai Pobre. Afinal quem está no curso Reaprendizagem Criativa, está provavelmente buscando evitar ou uma saída dessa corrida dos ratos, uma forma criativa e diferente de fazer as coisas e obter melhores resultados que os atuais.

Na corrida dos ratos, entramos num modo de vida automático, cheio de check lists sociais e dentro de um padrão de consumo determinado não por você mas sim pela posição social que você ocupa, assim  nos sentimos presos e estamos sempre correndo atrás do dinheiro para manter esse estilo caro de consumo e de vida e não sobra muito tempo para nos dedicarmos a aquilo que sempre elencamos como nossas prioridades e como os fatores mais valiosos na nossa vida ( em geral família, amor, liberdade, felicidade).

Aqui no blog DesenvolviMentes e no curso Tranquilidade Financeira o meu principal objetivo é justamente ajudar as pessoas a aprenderem a usar o dinheiro de uma foram eficiente e equilibrada de modo que sobre tempo para se viver uma vida boa, agora, no presente, saindo assim do automático  e tendo uma vida tranquila financeiramente e ao mesmo tempo boa. “Precisamos parar para andar direito…parar para rever nossos conceitos, nossos propósitos e a nossa missão de vida” (Tania Mujica)

Propósito: a palavra forte desse tema foi ajudar os outros“Quando eu comecei a doar a única coisa que eu tinha para oferecer, eu pude perceber que o universo começou a conspirar ao meu favor” (Paulinho Serra).

Sobre propósito Leo Rosten (humorista e escritor americano) disse: “Não acredito que o propósito da vida é ser feliz. Acho que o propósito da vida é ser útil, ser responsável, ser compassivo.”

Acredito que todos nós nascemos com um propósito e “quando aquilo que você faz combina com o seu propósito, sua vida parece entrar no ritmo e o caminho que você traça com os seus pés parece combinar com o ritmo da mente e do coração”(Garry Keller em “A Única Coisa. O Foco Pode Trazer Resultados Extraordinários Para Sua Vida – Volume 1”).

Muitas formas foram descritas para ajudar os outros, mas 3 formas foram as  mais recorrentes, são elas: empreender com propósito, viajar com propósito e investidor anjo.

Aqui vale a pena ressaltar que a amostra é um pouco distorcida, pois a maioria das pessoas que estavam no evento tem um perfil diferente da média e mais empreendedor, mas mesmo assim o resultado é bem significativo.

Empreendedor ou não é preciso estar sempre atento para não deixarmos a vida no automático pois senão corremos o risco de nos transformarmos num “profissional Plunt Plat Zun…, que não vai a lugar nenhum” (Dado Schneider).

Para aqueles que ainda estão com dúvidas sobre seu propósito, ficam as seguintes dicas: “Aos 40 anos você ainda pode não saber o que quer, mas já sabe exatamente o que não quer” (Dado Schneider).

“Ninguém enxerga o problema e consequentemente ninguém enxerga as oportunidades para solucioná-los.” (Gustavo Caetano).

“As pessoas se limitam em suas áreas de especialização, usando “cones da vergonha” (aquele que os cães usam), se fechando no seu próprio mundo,” (Rosana Hermann).

Para quem tem dúvidas de como tirar as suas idéias  da mente e colocá-las em ação, comece lendo o VLEF afinal “investidores buscam algo palpável, por realizações e não por sonhos e ideias” (Gustavo Caetano) e também não se esqueça “A miséria é a mãe da criatividade” (Rosana Hermann).

Viagem: Acredito que gostamos tanto de viajar por 3 motivos, primeiro nosso DNA tem uma herança do homem nômade ancestral, o segundo motivo é que também já nascemos curiosos, é da natureza humana essa curiosidade e em terceiro lugar quando nos viajamos nós nos conhecemos melhor.

Numa viagem temos a chance de olhando para fora e olhar também para dentro e com mais calma, com tempo para pensar, temos a chance de “Olhar para dentro e trazer o que há de melhor” (Rosana Hermann) Com a viagem temos a chance também de nos conectarmos com o presente e “Meditação é se conectar com o agora, é esquecer das coisas e se concentrar no presente, esvaziar a mente” (Tania Mujica) e é nesse vácuo  que surgem as melhores ideias, “Meditação e Criatividade se originam no mesmo lugar do cérebro” (Tania Mujica).

  o bloqueio do dinheiroConcluindo, ainda estamos presos no bloqueio do dinheiro. O bloqueio do dinheiro é um bloqueio mental, onde ainda usamos e pensamos o dinheiro com a lógica da escassez e se não atualizamos  esse mindset para a lógica da abundância e não aprendermos o básico para lidar com dinheiro e transformá-lo num aliado, continuaremos presos na corrida dos ratos, vivendo a vida no automático, sem ter tempo para ser livre e de viver o nosso propósito e de exercer a nossa curiosidade natural em viagens.

A boa noticia é que exercitar a criatividade  é uma das armas mais poderosas para quebrar esse bloqueio e a outra é atualizar o mindset e aprender a lidar com o dinheiro.

Uma outra coisa que me chamou a atenção foi que talvez estejamos negligenciando um aspecto que é muito importante na nossa vida o Humor, (bloqueio do adulto???) não levando a sério uma forma muito eficiente de se diferenciar “ser o mais engraçado na mesa te torna mais interessante e o humor aumenta o seu Branding” (Bruno Romano). Busque o humor, “Ele pode inclusive te fazer atravessar momentos difíceis da sua vida.” (Marlei Cevada).

Enfim, “Não aceite regras pré estabelecidas” (Alex Cross) e cuide do seu equilíbrio (a vida não é só dinheiro) “Nosso nível mental e físico deve sempre estar em equilíbrio” (Alex Cross).

E “Pare de reclamar das coisas que você não exerce nenhuma influência e canalize suas energias para as coisas que você exerce poder e influência” (Renato Stefani), isso sim mudará a sua vida.

Obrigada a todos que responderam a pergunta na feira de ciências, ao Murilo Gun e equipe pela oportunidade e pelo excelente evento e a todos os convidados que me deram muitos insights valiosos para a vida toda.

Gratidão

Ana Munhoz

PS1- Apenas uma pessoa passou pelo me stand e disse (com um mega sorriso no rosto) que já fazia o que era o seu propósito de vida, eu já comecei a fazer o meu também e você tá esperando o que?

PS2- Baixe agora mesmo o PDF Lindão das 4 Habilidades do Futuro, um conteúdo exclusivo do Curso de Criatividade  do Murilo Gun.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.