Educação Financeira para Jovens

Tenho 2 filhos, um de 9 e um de 13 anos e aqui em casa não me concentro em dar a eles uma educação financeira para os jovens, mas sim me dedico em viver e ensinar a eles uma educação econômica.

como ensinar educação fianceira para jovens

Educação Econômica é aprender a enxergar todos os recursos econômicos disponíveis (dinheiro é apenas um deles) e aprender a se relacionar com eles de forma sustentável, agora e no futuro.

Educação financeira é apenas uma das quatro dimensões da  sustentabilidade da educação econômica e para ter prosperidade mesmo, tanto eu como os guris precisarmos aprender a desenvolver habilidades  nas quatro dimensões da sustentabilidade, são elas: cultural, ambiental, social e financeiro.

Dimensão Cultural:

A dimensão cultural é onde mora aquilo que cada um de nós tem de talento especial, nosso propósito de vida. Essa dimensão contém nossos recursos intangíveis.

Todos precisamos descobrir no que somos bons e desenvolver essa habilidade ou habilidades pra ajudar a resolver os problemas das outras pessoas. Quanto mais pessoas ajudarmos mais e melhor remunerados seremos.

Então pra ajudar eles a descobrir e enxergar quais são seus talentos tentamos expor nossos filhos a um número diversificado de atividades, para que eles as experimentem, assim pretendemos ampliar e variar o  repertório deles.

Quanto mais eles experimentam mais vão sabendo do que gostam e do que não gostam, mais fácil fica para acharem seus propósitos de vida.

Isso não significa encher a agenda dos infantes de  atividades, muito pelo contrário, de obrigatório aqui em casa só a escola que é meio período, uma horinha por dia  pra tarefinhas da escola,  o inglês e um esporte, no resto do tempo eles brincam.

Essas atividades são geralmente nos finais de semana, vamos a parques para brincar (indor e outdor), feiras livres (desde orgânicas, de rua e a do MST), museus, festivais, exposições de flores, dias makers, pequenas viagens, enfim, vamos apresentando a eles um pouco do que gostamos e eles também vão nos direcionando para atividades que eles gostam (foi assim que fui parar num show do AutenticGames esse ano por exemplo).

educação financeira para jovens começa em casa

 

 

 

 

 

 

espaço maker

 

Também ficamos em casa sem fazer nada, o ócio é cultivado aqui junto as frutíferas na varanda e alternado cuidadosamente entre os passeios para não sobrecarregar ninguém.

Ah e também assistimos um filme juntos na Netflix ou cinema, sempre que possível e depois discutimos o filme em família, entre sucos e lanchinhos.

Dimensão Ambiental:

A dimensão ambiental é composta por recursos tangíveis, aqueles que podemos ver e tocar, não precisamos ter as sua posse, apenas acesso a eles, isso pode acontecer por compartilhamento ou colaboração .

Aliás quanto menos posse melhor, menor é o consumo, menos recursos são gastos ou desperdiçados.

Aqui em casa, toda vez que alguém me afirma: Mãe eu preciso comprar  tal coisa !!!!!!!

A minha resposta sempre é Pra que?

Repito essa pergunta (PRA QUÊ?) 5 vezes,  normalmente antes da quinta vez a criança já percebe que não precisa realmente daquilo.

O foco nessa dimensão é ter clareza do que se precisa e aí buscar um recurso que cause o mesmo efeito ou parecido.

Incentivo fortemente o uso da criatividade para poder enxergar todos os recursos disponíveis para eles acessarem aquilo que mais querem.

Começar usando o que já se tem é hábito recorrente na residência dos Munhoz.

Foi assim por exemplo que eles substituíram a compra de uma arena de bleyblade  (R$ 309,00) por uma bacia de lavar roupa (R$ 4,90), para a mesma função de campo de batalha (e a arena preferida é a bacia).

educação financneira para jovens

 

 

arena de bleyblade

educação financeira para jovens

 

 

 

bacia de plastico

Dimensão Social:

Saber se relacionar em comunidade, saber interagir, aprender a respeitar as pessoas, aprender a se posicionar e a discutir suas ideia e cultivar laços de respeito e amizade, esses são os nossos recursos intangíveis da dimensão social, onde interagimos com as pessoas a nossa volta.

Todas essas habilidades trabalhamos em casa e em conjunto  com a escola.

Optamos por um modelo de ensino democrático que tem sido muito rico e tem nos proporcionado muitos aprendizados, a todos nós.

Meus filhos aprendem brincando e também tem crescido com a auto estima muito bacana.

Cultivar o networking também é estimulado, frequentemente convidamos amigos para virem aqui em casa ou saírem junto conosco e muitos convites são aceitos pelos meus filhos também.

amigos e educação financeria

Dedicamos um tempo para contribuir e interagir com outros pais, com a própria escola para fortalecer  a comunidade escolar sempre que possível e também participamos de projetos sociais.

Aqui partimos do pressuposto que o mundo só é bom se for bom para todos.

Dimensão Financeira:

E aqui que moram os nossos recursos monetários, recursos tangíveis, o dinheiro propriamente dito. Começamos trabalhando o uso consciente desse recurso,  comparando valores e vendo o que compensa mais, afinal ensinamos que o dinheiro daquele mês para aquele tipo de despesa é só aquele e então é preciso aprender a fazer escolhas, comparar, buscar outras opções.

Também ensinamos a poupar, mas principalmente a investir, a usar o juros compostos como um aliado para fazer o dinheiro crescer exponencialmente.

               (Mig em 2015 me ajudando a editar uma trecho de uma aula do curso Tranquilidade Financeira)

Tudo isso acontece aos poucos, no dia-a-dia, conforme os assuntos aparecem vou ensinando sobre investimentos de curto prazo (dinheiro pra uma viagem) e longo prazo (dinheiro pra faculdade por exemplo).

Mostro opções e falo pra eles me explicarem qual eles acham melhor e assim vamos construindo junto nosso conhecimento em finanças pessoais.

Isso é um pouco do que tenho feito por aqui, depois que eu aprendi uma nova forma de usar o meu dinheiro e assim atingi a Tranquilidade Financeira, vejo que tem dado muito resultado com meus filhos também.

E você como agem em relação a educação econômica das crianças e dos jovens que ama?

Pra influenciar seu filho você precisa agir, ser o exemplo de prosperidade, para ele se espelhar.

Para saber  como eu reaprendi a usar o meu dinheiro e alcancei a tão sonhada Tranquilidade Financeira, clique em:

Tranquilidade Financeira.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.