Criatividade, meu melhor ativo.

Antes de começar a te contar como descobri que Criatividade é o meu melhor ativo é preciso que eu te conte qual é o meu conceito de riqueza.

Riqueza pra mim e para Henry David Thoreau, “Riqueza é a capacidade de experimentar a vida plenamente”. 

Dito isso, agora você vai poder entender melhor quando digo que investir em criatividade me trás mais retorno que investir apenas em ativos financeiros.

Baseada nesse conceito do Thoreau, venho direcionado minha vida a criar riqueza para mim e para minha família, mas sem me limitar apenas ao  aspecto monetário e essa diferenciação,  ampliou e muito, a riqueza que tenho produzido e por incrível que pareça também aumentou minha geração de dinheiro.


A partir de um reaprendizado sobre dinheiro e uma reorganização financeira pessoal que implementei a alguns anos, pude aumentar substancialmente o meu ativo tempo, e direciona-lo  para alcançar o  meu principal objetivo hoje, viver o meu propósito e assim, recuperar o Tesão com o desenvolvimento do meu trabalho.

Através de um período de auto-observação, pude reconectar-me com o meu real propósito de vida que é compartilhar conhecimento.

Sempre dei aulas e sempre gostei muito de dar aulas e queria voltar para a educação mas não da forma tradicional, queria realmente poder ensinar algo que mudasse a vida das pessoas e que principalmente as ajudasse a ir de encontro com os propósitos delas.

Pra fazer isso percebi que eu precisava de uma ajuda especial, eu precisava ser mais criativa e foi seguindo a minha intuição que eu acabei por me matricular num curso de Reaprendizagem Criativa do Murilo Gun.

Meu objetivo inicial com o curso era aprender como funcionava um curso online e como ativar a minha criatividade para produzir o meu próprio curso online.

Mal sabia eu que eu iria encontrar muito mais do que eu buscava, eu iria realmente começar a me reinventar, na pratica e exponencializar  muito os meus rendimentos reais em várias dimensões.

Como tenho um perfil mais arrojado em investimentos não me assustei com o discurso futurista, muito pelo contrário, foi ele que me puxou e assim investi, confiantemente, não só o meu dinheiro, mas também meu tempo para refletir, incubar e praticar os ensinamentos e tarefas do curso.

Em linhas gerais o curso fala como ao longo dos anos bloqueamos a nossa criatividade e a partir disso ele nos instiga a desbloqueá-la de diversas formas e também com vários exercícios práticos.

Como todo bom investimento, os primeiros retornos logo apareceram, mas os principais vieram após o encerramento das aulas (afinal é necessário um tempo para incubar e agir).

Vou listar agora as principais rentabilidade reais (recursos que ativei e frutos que venho colhendo)as quais eu experimentei  e que ainda venho vivenciando nas 4 dimensões que precisamos contemplar em qualquer projeto (para isso vou usar uma ferramenta de gestão nova, vou classifica-las nas 4 dimensões da fluxonomia:  cultural, ambiental, social e financeira):

cri-41.Dimensão cultural:

Mudar a sua própria cultura é mudar o seu Mindset e isso é fundamental para se viver nessa nova era pós-digital. Ao procurar ativar a sua criatividade você vai ser obrigado a rever muitos conceitos e pré-conceitos e isso vai automaticamente promover essa atualização no seu modo de pensar e melhor no seu modo de agir. Ativar é por em prática, trazer para o mundo real.

Fazer isso será sair da sua zona de conforto e vir pra borda da sua caixinha, para a zona de confronto, é aqui que a vida e a real transformação acontecem, e o curso te convida a isso, a todo o momento.

Comece revendo seu conceitos atualizando a sua visão de mundo, baixe agora e leia gratuitamente o e-book As 4 habilidades do Futuro.

criatividade-22. Dimensão Ambiental:

Aqui usei e continuo usando muito o meu  Hardwork (também uma ferramenta poderosa).

Usar o Hardwork não é trabalhar muito o tempo todo e sim trabalhar intensamente onde se precisa, pra isso você vai ter que aprender a fazer escolhas, vai precisar aprender a focar.

Esse Hardwork mesmo que seja intenso te leva uma grande tranquilidade e a uma extrema satisfação, foi aqui que entrei no flow e reencontrei o Tesão no meu trabalho.

Um recurso indispensável, mas que até então eu não tinha percebido é o meu próprio corpo. Descobri que o meu corpo, é uma ferramenta super importante para ativar e me conectar a minha criatividade.

Descobri que a energia vital gera energia criativa e por isso era preciso cuidar mais e melhor dos inputs que estava adicionando no meu corpo assim comecei a me alimentar de uma forma mais consciente, a praticar exercícios e meditação. Aqui rapidamente destaco dois grandes ganhos diretos, mais disposição e mais saúde.

amizade1

  1. Dimensão Social:

Pertencimento, sabe quando você encontra com a sua turma, descobre a sua tribo, pois é foi exatamente isso que aconteceu.

Conheci tanto virtualmente como presencialmente pessoas fantásticas que me ajudaram muito e as quais ainda estou muito conectada, trocamos trabalhos, trocamos feed backs e também muitas idéias e tudo isso num alto grau de generosidade que eu jamais tinha vivenciado.

ARKA: Uma coisa é fato, vai ficar difícil manter o mesmo grupo de amigos de antigamente.

Para mim, essa foi uma das mudanças mais radicais e que acrescentou muito.

Pude finalmente me conectar com pessoas com as quais eu compartilho sonhos, sentimentos e ideais ao invés de apenas conveniências na vida.

A identificação com algumas pessoas foi tanta que criamos um novo grupo, de apoio da vida, onde nos reunimos religiosamente a cada 15 dias e nesses encontros damos vazão a uma energia de irmandade incrível.

Hoje esse grupo até então secreto (mas que tem até nome: ARKA) é uma das principais fontes de recarga de energia vital que tenho.

Nessa ARKA  (restrita e fechada, sinto muito mas isso não vai dar pra compartilhar, ainda), cabe tudo.

Divergimos e convergirmos o tempo todo, num local protegido, onde não há julgamentos e onde afloram muitas ideias e emoções.

A ARKA nos nutre e nos impulsiona e ao mesmo tempo nos acolhe e conforta.

Arqueiras queridas, i love you.

cri-5

4. Dimensão Financeira:

A partir do momento que eu comecei a viver uma vida mais criativa consegui criar muito mais riqueza em minha vida e isso por sua vez me levou a enxergar novas possibilidades de gerar mais dinheiro.

Principalmente atualizando meu modo de consumo e as formas de ganhar e investir o meu dinheiro.

Após o curso eu recuperei o dinheiro investido nele e agora já tenho mais duas novas fontes de ganhos monetários.

Mas se você já sabe alguma coisa sobre investimentos, deve saber que para criar um patrimônio verdadeiramente sólido é preciso reinvestir o dinheiro gerado.

Venho fazendo isso direcionando uma parte dos meus novos ganhos para a manutenção e alimentação constante da minha criatividade.

Criatividade é que nem jardim, para ficar sempre bonito e florido requer constantes manutenções, adubações e regas.

Não vou descuidar desse novo jardim que tão lindamente eu construí.

É por isso tudo, que considero o investimento inicial que fiz no curso de Reaprendizagem Criativa o melhor investimento monetário e não monetário que fiz nos últimos anos, pois ele realmente me transformou.

Você também é criativo, todos nós já nascemos assim, basta agora você ter coragem para ir pra cima do que realmente é o seu propósito de vida.

Para isso terá que fazer como um primeiro investimento, o investimento em você, quebrar seus bloqueio e reaprender a ser criativo.

Quando a gente tem coragem a gente vai evoluindo e percebendo cada vez mais ativos.

Vamos ativando cada vez mais nossas competências e habilidades.

Novas possibilidades vão surgindo, é um fabuloso ciclo virtuoso que você pode dar inicio usando apenas a sua própria iniciativa.

Se você busca por mudanças, garanto que não vai se arrepender, elas virão.

E você já ativou a sua criatividade?

Se quiser começar assista no link a seguir uma palestra Como não deixar a criatividade morrer do Murilo Gun: Palestra Murilo Gun  e se quiser se aprofundar baixe agora gratuitamente o e-book:  As 4 Habilidades do fututo. 

 

 

13 Comentários


  1. Ana, mais uma vez um texto lúcido, claro e lindo!!!! adorei muito e fiquei curiosa com a estória da ARKA!!!! depois conta mais como é esse grupo tão especial!!! 😉 🙂

    Responder

    1. Rachelle, muito obrigada, mas não posso falar mais da ARKA pois tem gente da turma secreta, kkkkk

      Responder

  2. Parabéns pelo belo texto Ana. Acredito que a ARKA seja meio que a “Confraria das Criativas” Rachelle, kkkkk

    Responder

    1. Obrigada Luiz, mas a ARKA é mais que uma confraria é uma irmandade.

      Responder

    1. Olá Karla, tudo bom? Já fiz vários cursos e nunca entrei num com uma comunidade tão generosa e engajada como essa, é muito bom mesmo. O Recrie-CE sempre é uma inspiração. Quanto a ARKA, quem sabe um dia as agendas não batem, requisitos vc tem de sobra.

      Responder

  3. Parabéns pelo contexto geral e muito mais SUCESSO, Ana! Entre linhas conseguiu mostrar-se, aguçou o desejo e a curiosidade de outros por novas descobertas na vida, e ganhos incalculáveis com tamanho apanhado de conhecimento. Abraço!

    Responder

  4. Seu texto representa exatamente o q aconteceu comigo. Os frutos de se expor à criatividade são muitos e não cessam, porque mudados a forma de olhar e se
    posicionar frente ao mundo! Muita gratidão por você ter me apresentado o curso do Murilo.
    Sobre esta sua irmandade ARKA, adorei, não resisto a um segredo! Mas isto sim que é ganho !! Bj

    Responder

  5. Adorei Ana de forma simples você me ensinou muito Parabéns

    Responder

    1. Obrigada Maria Cristina, a ideia é ser sempre o mais simples possível. Bjs

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.