Como Ficar Rica

Você, provavelmente, um dia já se fez essa pergunta ou ouviu alguém perto de você fazendo: Como ficar rico?

Mas o que ela realmente significa?

Será que estamos todos buscando apenas o enriquecimento financeiro?

Eu acredito que não!

Talvez, essa pergunta, seja apenas a tradução de uma necessidade de aprender a viver bem com os recursos que se tem.

Talvez, você não queria efetivamente acumular riqueza monetária, mas busca sinceramente não ter que se preocupar constantemente com o dinheiro.

Ser rico, no conceito que trabalho aqui no Blog é muito mais do que ter dinheiro, é aprender a experimenta a vida plenamente (Henry David Thoreau).

Para isso você precisa  reaprender a cuidar do recurso dinheiro para transforma-lo num verdadeiro aliado.

Você pode sim ficar milionário usando o método que ensino no curso Tranquilidade Financeira, mas o meu real intuito em usá-lo é viver bem, viver tranquila e conectada a minha essência.

Para isso, a resposta é mais simples do que você pensa.

Em minha opinião, está faltando você reaprender a jogar o JOGO DO DINHEIRO e ele é composto por 4 etapas, são elas:

  1. Definir o seu PORQUE,
  2. Planejar o seu COMO,
  3. Executar o seu O QUE e
  4. REAVALIAR.

 

1.PORQUE:

ponto de interrogação

Segundo a neurociência e o livro VLEF: “quando você começa pelo porque, você é altamente inspirador porque fala diretamente com o sistema límbico – a parte do cérebro que influência a tomada de decisão.”

Então, antes de qualquer coisa, você tem que definir o que é ser rico para você e o porque você quer ser rico.

Vou te dizer agora o que é ser Rico para mim e esse conceito eu venho amadurecendo dia-a-dia a partir da auto-observação.

“Ser rico é ter opção. É aprender a enxergar novos recursos e novas possibilidades no meu caminho e usar a melhor no momento, dentre os meus critérios, para atingir os meus objetivos de vida”. (Ana Munhoz)

Ao longo dos anos, com o amadurecimento do olhar que a idade me presenteou e com a auto-observação eu pude perceber, que na verdade, todas as opções sempre estiveram disponíveis, o fator que me afastava delas era que eu mesma não as enxergava pois estava olhando apenas em uma direção.

Eu estava limitada pela vida no automático, estava seguindo um fluxo ao qual tinha aderido, nem tanto por convicção, mas muito mais por me deixar levar, por ser aquilo que sempre se fazia.

Quando eu parei para pensar, em quais eram realmente os meus objetivos de vida, qual o meu propósito, que estilo de vida eu realmente gostaria de viver no meu dia-a-dia (ele teria que estar alinhado ao meu propósito), como seria o desenho do meu dia perfeito e como eu poderia buscar vivenciar ele o máximo de vezes que eu quisesse, aí nesse exato momento eu comecei a definir o meu PORQUE.

Porque definido, passei para a próxima fase, planejar o COMO.

2.COMO:

mapa do tesouroPara atingir os meus objetivos eu precisava de um plano, então resolvi criar o meu próprio Plano de Tranquilidade Financeira.

Estudei, reaprendi a usar o dinheiro e montei um plano simplificado de investimentos baseada nos meus estudos e sempre alinhado com os meus objetivos (quer uma sugestão, comece com poucos objetivos).

Depois que você reaprende a usar o dinheiro e muda o seu pensamento sobre ele, fica fácil traçar o plano.

Assim entrei na terceira etapa O QUE.

 

3.O QUE:

fazerAqui entrou em ação o que realmente tem me levado ao sucesso, que vem me diferenciando da maioria das pessoas, a minha consistência em manter o meu plano mês-a-mês.

E para eu ter sucesso eu criei um joguinho motivacional que eu chamo de lema e esse joguinho é o joguinho do “Um pouquinho todo dia”.

O jogo consiste em todo dia eu fazer algo que me leve de encontro com os meus objetivos.

TODO DIA!

Então todo dia, eu olho pros meus objetivos e vejo ali a minha motivação, o motivo da minha ação, (o meu PORQUE) e assim eu sei Como eu tenho que agir e O que  eu tenho que fazer para atingi-los, basicamente é só olhar no meu plano e implementa-lo todos os dias.

E por último, mas não menos importante vem o Reavalie.

4.REAVALIAR:

reavalieReavaliar é o que mantem o meu plano vivo, todo mês, eu volto nele eu para medir o meu desempenho e  se preciso redirecionar, recalcular a rota se algo de imprevisto acontecer.

Posso até avaliar com mais clareza se esse imprevisto é positivo ou não, se vale a pena fazer a mudança no plano ou não.

Aí você deve estar se perguntando: Tá beleza, mais quanto tempo você perde fazendo tudo isso, eu não tenho tempo a perder.

 

5.[BONUS] QUANTO:

tempoPois eu posso te responder isso, no último mês eu mapeei quanto tempo eu invisto executando esse meu plano, vamos aos números:

Por dia: 20 minutos.

Por Mês: 7 hora e meia (20 minutos X 20 dia,  só faço isso de segunda a sexta = 400 min/mês ou 6,666 horas  + 1 hora de reavaliação mensal= 7 h e meia).

Por ano: 91,2 horas (7,6 X 12).

Se você dividir 91,2  horas por 24 horas que tem um dia, você vai perceber que dos 365 dias do ano eu só invisto 3,8 dias por ano para executar o meu plano e ele me deixa tranquila o ano todo.

Nessa conta não embuti as horas que invisto em meus estudos e treinamentos pois elas entram na minha conta de investimento pessoal, quanto do meu tempo eu invisto em mim para fazer o meu propósito cada vez melhor.

Mas só para você ter uma ideia gasto em média 30 minutos por dia me atualizando em finanças pessoais e isso dá um número de 10 horas por mês, assim tenho 120 horas no mês, o que dá 5 dias no ano.

Somando (5 + 3,8 dias)= 8,8. Então vou arredondar para 9 para ficar mais fácil.

Sendo assim dos 365 dias do ano uso 9 para executar e aprimorar o meu plano.

Só isso!

Então se você quer saber Como Ficar Rico, tá aí a formulinha que tenho seguido e dentro dos meus critérios estou vivendo uma vida cada dia mais rica e feliz.

E você?

Tem 9 dias do seu ano para te presentear com uma vida mais rica?

 

2 Comentários


    1. Obrigada Karla, como tempo é o nosso recurso mais nobre acho que vale a pena se perguntar quanto custa em horas ou dias da nossa vida.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.