→ Dividendos, o que são e como ganhar dinheiro com eles

Muitas pessoas tem medo de investir em bolsa de valores e esse medo vem meramente do desconhecimento.

Existem várias estratégias, bem seguras para se investir na Bolsa de Valores que a maioria das pessoas desconhecem.

Uma delas é a estratégia de DIVIDENDOS e hoje eu vou te falar porque ela é a minha preferida.

 

Na Bolsa existem basicamente dois tipos de empresa, as que pagam dividendos e as que não pagam.

Dividendos são parte dos lucros que as empresas dividem com seus acionistas anualmente.

Isso mesmo, você investe numa empresa, vira sócio dela portanto e independentemente da sua valorização no mercado ela passa a te pagar, todo ano, uma parte dos seu lucros, só por você ser um dos sócios dela.

Esses dividendos, são pagos em dinheiro, na conta bancária do acionista, uma ou várias vezes no ano, independente do valor da ação e dos humores do mercado. É por isso que essa estratégia é a minha favorita.

O valor recebido em dividendos será referente a quantidade de ações da empresa que você possuir, independente do valor que você tiver pago ou do valor que tenha no dia do pagamento dos dividendos.

Sobre esses dividendos recebidos você não pagará nenhum imposto de renda.

A estratégia de investir em dividendos é uma estratégia de longo prazo, destinada portanto a objetivos de longo prazo, como por exemplo a aposentadoria.

Você pode dessa maneira, ir criando um patrimônio (uma carteira de ações) ao longo dos anos, apenas com empresas que te paguem bons dividendos. Isso é o que os especialistas chamam de Carteira de Dividendos ou popularmente chamada também de estratégia Vaca Leiteira (a vaca são as ações e o leite são os dividendos).

Para essa estratégia ser eficiente mesmo,  você precisa todos os anos, reinvestir o valor recebido em dividendos na compra de mais ações da empresa pagadora, assim ano a ano, você aumentará a sua participação (seu número de ações e o seu patrimônio) e consequentemente receberá mais dinheiro na forma de dividendos.

Reinvestir os rendimentos dos dividendos na empresa que te pagou esses dividendos e como se você colocasse fermento sobre a sua rentabilidade, é alimentar constantemente a sua vaquinha para ela continuar lhe dando mais leite.

Veja que dessa forma, você vai ficar atrelado a uma empresa, por um longo tempo e por isso é muito importante saber escolher as empresas boas pagadoras de dividendos.

Um bom começo é escolher empresas que já estejam consolidadas no mercado,  que gerem lucro constantemente e que não estejam muito endividadas.

Para garimpar as empresas boas pagadoras de dividendos você precisa saber pelo menos o que significam 3 indicadores para poder comparar empresas, são eles:

  • Dividendo Yeld (DY)

É um índice que significa a rentabilidade de dividendos de uma empresa em relação ao preço de suas ações, ele é fundamental para comparar as empresas boas pagadoras de dividendos.

Para calculá-lo é só dividir do valor pago em  dividendos no último ano por ação pelo valor da ação, por exemplo se uma ação que vale hoje R$ 18,00 pagou por ação no ano passado R$ 0,50 significa que seu DY é 0,50/18,00 = 0,027, portanto 2,7%.

Segundo vários especialista para selecionar as empresas boas pagadoras de dividendos, procure por empresas que paguem mais de 6% de Yeld.

Em teoria quanto maior o Yeld, melhor, mas é preciso não ir com tanta sede ao pote e analisar também se esses altos retornos de Yeld são sustentáveis no longo prazo.

  • Payout

Nesse um índice, você vai enxergar quanto do lucro da empresa está sendo distribuído na forma de dividendos.

É uma forma de ver como a empresa se importa com seus acionistas e como direciona seu lucro.

Para calculá-lo, você divide a quantidade de dividendos distribuído pela empresa por ano pelo lucro que ela teve nesse mesmo período.

Uma empresa boa pagadora de dividendos utiliza boa parte do restante do lucro para reinvestir na própria empresa, assim ela poderá ficar cada dia mais forte e render mais lucros.

  • Endividamento

Um pouco de endividamento é comum e também saudável nas empresas pois esse endividamento pode ser reflexo de financiamentos feitos para aumentar a capacidade de produção, por exemplo.

O interessante para um investidor é acompanhar quanto esse endividamento é saudável ou não, para isso você precisa aprender sobre Dívida Líquida sobre Patrimônio Líquido.

A Dívida Líquida sobre Patrimônio Líquido é o resultado da divisão do valor da dívida líquida sobre o patrimônio líquido. Por exemplo se uma empresa deve 10 milhões e tem um patrimônio líquido de 50 milhões significa que ela tem 20% de endividamento.

A indicação aqui é investir em empresas que devam menos que 100% do seu patrimônio.

Esses são os principais fatores a se observar para começar a selecionar as empresas, mas não são os únicos.

Lembre-se investir em ações é tornar-se sócio da empresa enquanto se tiver essas ações, então faça suas escolhas com o mesmo rigor que faria para achar um sócio para um novo negócio.

Analisar uma empresa pode parecer um pouco complicado, mas na verdade não é.

Vai exigir de você apenas um pouquinho de tempo para estudar e comparar os índices certos, mas esse tempo gasto no estudo vai te render muito, evitando prejuízos e multiplicando e ampliando o seu patrimônio.

A boa notícia é que hoje é muito mais fácil estudar e aprender.

Para você começar a estudar esse assunto de uma forma simples e prazerosa, estou colocando um link abaixo de uma aula bem didática do André Fogaça, ele vai te ajudar a quebrar essa crença de que aprender a usar a bolsa de valores é um bicho de sete cabeças.

Assista a essa aula e aprenda em 5 simples passos como selecionar as melhores ações pagadoras de dividendos.

http://desenvolvimentes.com.br/comoinvestirdividendos  (esse link é temporário aproveite enquanto estiver ativo)

Ana Munhoz

 

Summary
Review Date
Reviewed Item
Arvore da Riqueza Dividendos
Author Rating
51star1star1star1star1star

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.